Tempo seco é alerta aos problemas respiratórios

DR. MARCUS VINICIUS QUEIROGA

Nesta época do ano, que o tempo fica mais seco e mais frio, aumenta o número de pacientes com queixa de problemas respiratórios.

Ardência e irritação nos olhos e garganta, tosse e ressecamento da boca e vias aéreas são os principais sintomas, e alergias, resfriado, asma e gripe são algumas doenças que se intensificam neste período do ano.

Para evitar desconfortos é importante ingerir bastante líquido, lavar nariz e olhos com soro fisiológico e evitar exercícios físicos ao ar livre quando a umidade do ar estiver muito baixa, principalmente entre 10h e 17h.

Nos locais onde há aglomeração de pessoas, como em transportes públicos, recomenda-se uso de álcool em gel nas mãos e manter janelas abertas para facilitar a circulação do ar. Ao tossir e espirrar, usar lenços descartáveis e higienizar as mãos na sequência, para minimizar as chances de contágio.

Em casa, é válido umidificar os ambientes com baldes de água ou umidificadores e manter a casa limpa, livre de poeira e sujeira. Evite banhos muito quentes.

Crianças, idosos e pessoas com histórico de problemas respiratórios são grupos vulneráveis às doenças e devem redobrar os cuidados neste período.

Dr. Marcus Vinicius Queiroga é diretor clínico do Hospital Presidente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *