Hipertensão arterial: saiba como diagnosticar e prevenir

A hipertensão arterial – popularmente conhecida como pressão alta – é a mais frequente das doenças cardiovasculares no Brasil. Mais de 30 milhões de brasileiros são afetados por essa condição que, sem tratamento adequado, pode levar a complicações graves, como acidente vascular cerebral (AVC), infarto do miocárdio e insuficiência renal e cardíaca.

Para alertar a população sobre a importância dos cuidados com a doença, o País definiu 26 de abril como o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão.

Diagnóstico da hipertensão arterial

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a pressão arterial é considerada alta quando está igual ou acima de 14 por 9 de maneira constante. É importante notar que pessoas com pressão arterial ideal podem, momentaneamente, apresentar elevações de pressão diante de algumas situações – como ansiedade, brigas e discussões ou mesmo dias muito frios.

O nível elevado de pressão nas artérias faz com que o coração precise exercer um esforço maior que o habitual para que o sangue circule e seja distribuído corretamente pelo corpo.

Para diagnosticar a hipertensão, recomenda-se medir a pressão arterial anualmente desde a infância. Pacientes com histórico familiar da doença devem fazer a medição a cada seis meses. O monitoramento médico é fundamental, já que a hipertensão não apresenta sintomas na maior parte do tempo.

Fatores de risco para a hipertensão arterial

Embora a hipertensão tenha causas hereditária na maioria dos casos, diversos hábitos podem levar ao desenvolvimento da doença. O sedentarismo, a ingestão excessiva de álcool, o tabagismo, o consumo exagerado de sal e a obesidade são fatores que facilitam o surgimento da hipertensão.

Segundo dados do IBGE, os brasileiros consomem mais que o dobro do limite máximo de sódio recomendado pela OMS, que orienta a ingestão máxima de 5 gramas por dia. Ao contrário do que se imagina, o sódio não está presente apenas no sal de cozinha, mas é abundante em alimentos industrializados, como salgadinhos, macarrão instantâneo, embutidos, enlatados e congelados.

Prevenção da hipertensão arterial

A adoção de hábitos de vida saudáveis é um poderoso aliado apenas para prevenir, mas também para remediar a pressão alta. Uma alimentação balanceada, composta por alimentos frescos com baixo teor de sódio, e a prática regular de exercícios físicos são as principais recomendações médicas.

Reduzir gradualmente o uso de sal e condimentos salgados, como o sal de alho e temperos prontos, no preparo dos alimentos, é uma providência muito eficaz no combate à hipertensão.

Atualmente, há medicamentos muito eficientes para o controle da hipertensão. Lembre-se de visitar o médico e medir a pressão regularmente. Caso seja necessário, o Hospital Presidente está de portas abertas para ajudar você a diagnosticar e controlar a doença.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *