Cirurgia Plástica: Empurrando Os Limites Da Medicina Para Restaurar Vidas

A cirurgia plástica moderna desenvolveu-se, sobretudo, a partir de um grande desafio da medicina, durante as duas grandes guerras mundiais: tratar e restaurar as funções  e a estética dos ferimentos dos soldados sobreviventes e assim melhorar a sua qualidade de vida.

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica ressalta que, já na Antiguidade, na região onde hoje está localizada a Índia, existiam procedimentos de cirurgia plástica principalmente para transplantar e pele da testa para o nariz e assim recuperar a funcionalidade do órgão em vítimas de trauma ou de punições.

Nos anos 1940 e 1950, as pessoas perceberam que a cirurgia plástica estética também poderia melhorar a aparência de todos e não apenas dos soldados. Aos poucos, a rinoplastia (cirurgia para remodelar e/ou diminuir o tamanho do nariz) e o facelift (também conhecido como lifting facial ou ritidoplastia, um conjunto de técnicas de rejuvenescimento do rosto) tornaram-se mais e mais populares.

A Cirurgia Plástica Hoje

Hoje, com técnicas e procedimentos cada vez mais avançados e valores cada vez mais acessíveis, a rinoplastia continua entre as cirurgias estéticas mais procuradas, ao lado da abdominoplastia (remoção do excesso de gordura da barriga), colocação de implantes, lipoaspiração (remoção de gordura de várias partes do corpo, usando uma cânula ou aspirador) e mamoplastia (procedimento de aumento ou redução das mamas).  

A cirurgia plástica reparadora também evoluiu significativamente e hoje oferece atendimento a pacientes vítimas de trauma, tumores, queimaduras ou outros ferimentos graves.

Cuidados Essenciais

Embora os procedimentos estéticos estejam se tornando mais acessíveis financeiramente e, por isso, mais comuns, a cirurgia plástica envolve riscos, como qualquer outra.

A primeira recomendação é buscar sempre profissionais certificados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e assim não se tornar vítima de profissionais sem a formação médica adequada, podendo provocar sérios riscos à saúde.

Antes de qualquer cirurgia plástica, estética ou reparadora, o médico irá solicitar uma série de exames, para avaliar principalmente:

  • A existência de doenças preexistentes e condições gerais de saúde;
  • Possíveis alergias; e
  • Uso de medicamentos que possam aumentar o sangramento durante a cirurgia.

Parar de fumar é outra recomendação importante para a segurança e saúde do paciente.

Onde Fazer A Cirurgia

O Centro Cirúrgico do Hospital Presidente atende procedimentos de alta complexidade, que demandam uma infraestrutura completa de apoio.

Aproveite e agende uma consulta pelo e-mail [email protected]  ou telefone:  2261-6611 – Ramal: 1085, com Camila.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *