fbpx

Cirurgia de cabeça e pescoço: quando esta especialidade é fundamental para restabelecer a saúde

Muitas vezes confundida com outras especialidades que tratam de doenças relacionadas ao cérebro e à estrutura craniofacial, a Cirurgia de Cabeça e Pescoço é responsável, principalmente, pela remoção de tumores benignos e malignos da região da face, fossas nasais, seios paranasais, boca, faringe, laringe, tireoide, glândulas salivares, dos tecidos moles do pescoço, da paratireoide e tumores do couro cabeludo. Este cirurgião atua também no diagnóstico, realizando exames como a faringolaringoscopia.  A cirurgia crânio-maxilo-facial é uma subespecialidade desta área, sendo responsável pelas cirurgias no esqueleto craniofacial.

Neste artigo, você vai saber quais são as doenças mais comuns tratadas pela Cirurgia de Cabeça e Pescoço e como é possível preveni-las.

Quem Indica o Cirurgião de Cabeça e Pescoço

A Cirurgia de Cabeça e Pescoço é uma especialidade relativamente recente, que atua muito próximo da Oncologia Geral. Para ser especialista na área, o médico precisa fazer uma residência específica em Cabeça e Pescoço, após a residência em Cirurgia Geral.

Essa formação ampla dá ao médico especialista um profundo conhecimento sobre tudo relacionado à cabeça e ao pescoço. Por isso, ele recebe pacientes de várias outras áreas da medicina. Normalmente, o paciente é orientado a procurar este especialista após passar pelo otorrinolaringologista, endocrinologista, dermatologista e pelos odontólogos e cirurgiões buco-maxilo-faciais.

As Doenças Mais Comuns

A Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP)  aponta que as cirurgias mais comuns nesta especialidade são: remoção parcial ou total de tireoide, traqueostomia, cirurgia de glândulas salivares (parótida e submandibular) e também tumores de boca e laringe.

Entre os fatores de risco para essas doenças, o cigarro é o grande vilão.  Segundo a SBCCP o tabagismo é um dos principais fatores de risco para o câncer de cabeça e pescoço.A entidade alerta que a maioria dos tumores malignos na região está presente em pacientes fumantes. Por isso, é muito importante evitar o tabagismo e parar de fumar.

Entre os sinais de alerta, é importante ficar atento especialmente aos seguintes sintomas:

  • feridas na boca ou garganta
  • rouquidão
  • dificuldade ou dor para engolir
  • dor, nódulos ou inchaços no pescoço e na face

A SBCCP alerta que muitos fumantes sentem vergonha de ir ao médico diante destes sintomas, porque ainda não conseguiram parar de fumar. É importante superar o medo para ter um possível diagnóstico precoce ou mesmo detectar uma doença em fase inicial, antes que ela se desenvolva em câncer. Lembre-se: também é possível buscar ajuda médica para parar de fumar.

Câncer de Tireoide

Se o tabagismo é fator de risco para a maioria dos tumores na região, o tipo de câncer mais comum é o de tireoide. De acordo com INCA – Instituto Nacional do Câncer, o câncer de tireoide é o mais frequente em cabeça e pescoço e afeta três vezes mais as mulheres do que os homens.

A doença não apresenta sintomas, mas existem alguns sinais que podem indicar a necessidade de consultar um especialista. São eles: 

۰ presença de um nódulo na tireoide, glândula localizada na região anterior baixa do pescoço, especialmente em pessoais que foram submetidas à radioterapia ou com  história familiar de câncer da tireoide

۰nódulos na tireoide que apresentam crescimento rápido também são mais suspeitos de serem malignos

۰ nódulo tireoidiano, associado à linfonodomegalia cervical (gânglios linfáticos aumentados no pescoço) e/ou à rouquidão

۰ em alguns casos mais avançados, além da rouquidão, a sensação de compressão na garganta, falta de ar e dificuldade em engolir alimentos devem ser investigados

A boa notícia é que o câncer de tireoide tem uma das maiores taxas de cura, que atinge cerca de 95%. O tratamento inclui a remoção completa ou parcial da glândula, seguida de sessões de radioterapia.

Ainda segundo INCA, a melhor forma de prevenir o câncer de tireoide é o autoexame. Para realizá-lo, vá diante de um espelho e observe seu pescoço enquanto engole um copo de água. Veja se há algum nódulo ou caroço no pescoço, mas não confunda com o pomo-de-adão dos homens. Em caso positivo, consulte o médico.   

Sinais Importantes

O cirurgião de cabeça e pescoço não atua em doenças cerebrais e do sistema nervoso central. Assim, se você sofre com enxaqueca, por exemplo, é preciso buscar a ajuda de um neurologista.

Mas se você apresentar os seguintes sintomas deve procurar o especialista em cabeça e pescoço:

۰ rouquidão persistente por mais de 15 dias

۰ caroço no pescoço

۰ferida na face, na boca ou no couro cabeludo resistente à cicatrização

۰afta recorrente na boca ou garganta

۰dificuldade para engolir

۰engasgar com facilidade

Todos esses sintomas são mais preocupantes se há suspeita ou outros casos de câncer na família, em fumantes, pessoas que ingerem bebidas alcoólicas com frequência ou se expõem ao sol há longa data.

 Agora que você já sabe o que faz este especialista, aproveite para agendar uma consulta e tirar todas as dúvidas a respeito da sua saúde ou da saúde da sua família. Mande um e-mail para [email protected] ou telefone para 2261-6611 – Ramal 1085, com Camila.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *