fbpx

Retossigmoidoscopia: o que é e quando fazer

retossigmoidoscopia

A retossigmoidoscopia é um exame endoscópico que avalia o canal anal, reto e colón sigmoide (porção final do intestino grosso).

É indicado como exame auxiliar no diagnóstico de doenças intestinais simples, como hemorroida, fissura ou fístula anais; ou mais graves, como doença intestinal inflamatória, pólipo e câncer.

A retossigmoidoscopiaé útil também no acompanhamento clínico de pacientes com doenças inflamatórias do reto.

O exame é indolor, realizado com o paciente submetido a uma sedação leve ou mesmo sem sedação.

Tem a duração média de 10 a 15 minutos e pode ser complementado com biópsia e cultura de materiais, para melhor diagnóstico. Logo após o exame, o paciente pode retomar suas atividades habituais.  

Preparação para a retossigmoidoscopia

A preparação é sempre feita sob a orientação médica, mas, em geral, a pessoa precisa fazer a uma dieta leve nos dois dias que antecedem o exame e manter jejum absoluto no dia do exame, inclusive de água, desde as 7 h da manhã.

48 horas antes, estão liberados:

Sopas coadas, macarrão sem molho, gelatina, purê, torradas, biscoitos e queijo fresco. Líquidos à vontade (chá claro, sucos e refrescos, leite, iogurte sem frutas).

Estão proibidos:

Carne, frango, verduras, cascas, sementes, frutas, bagaços, mingaus e outros alimentos que geram resíduos no intestino.

Como é feita a retossigmoidoscopia

O médico endoscopista é o especialista responsável pela realização do exame. A pessoa fica deitada em uma maca, sobre o seu lado esquerdo e com as pernas dobradas. O médico introduz um aparelho no ânus do paciente, chamado retossigmoidoscópio, para visualizar o interior da parte final do intestino.

O retossigmoidoscópio pode ser de 2 tipos diferentes:

º Rígido: é um aparelho metálico e firme, que contém uma câmera na ponta e uma fonte de luz para observar o trajeto, sendo capaz de realizar biópsias;

º Flexível: é um aparelho mais moderno, ajustável, que também contém uma câmera e uma fonte de luz, mas é mais prático, menos desconfortável e é capaz de realizar fotografias do trajeto, além das biópsias.

Ambas as técnicas são eficazes e capazes de identificar e tratar as alterações. A escolha é uma decisão do médico, conforme a sua experiência ou a disponibilidade no hospital, por exemplo.

Quando fazer a retossigmoidoscopia

Dor ou a presença de sangue nas fezes são os principais sintomas para investigação, mas a retossigmoidoscopia também tem outras indicações:

  • Identificar a presença de massa ou tumor retal
  • Rastrear câncer colorretal
  • Observar a presença de divertículos
  • Identificar e buscar a causa de colite
  • Detectar a origem de sangramento
  • Observar a presença de alterações que possam provocar mudança no hábito intestinal

O Hospital Presidente tem uma equipe altamente especializada de médicos endoscopistas e está apto a realizar o exame de retossigmoidoscopia. Para agendar uma consulta ou exame, basta mandar um e-mail para [email protected] ou telefonar para 2261-6611 – Ramal 1085, com Camila.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *