fbpx

Pronto Atendimento: socorro imediato para salvar vidas

pronto-atendimento

Casos de urgência e emergência médicas, como traumas e infarto, não podem esperar!


Neste texto, você vai saber como funciona o serviço de pronto atendimento, quando é necessário procurar o socorro rápido e eficiente para salvar vidas ou se é melhor esperar e agendar uma consulta com um especialista.


Encontrar atendimento médico capacitado pode salvar vidas; por isso, os serviços de pronto atendimento são fundamentais em todas as cidades.

Mas, qual serviço de pronto atendimento escolher? Essa decisão passa por alguns critérios:

  1. A proximidade com a casa do paciente ou do local onde ocorreu o acidente/mal-estar
  2. Estrutura disponível, como centro de diagnóstico, centro cirúrgico e unidade de terapia intensiva para os casos mais graves
  3. Capacitação da equipe médica, atendimento acolhedor e organização do fluxo de atendimento

Diferença entre urgência e emergência

Antes é importante saber distinguir a diferença entre urgência e emergência.

Urgência é quando acontece um acidente. Pode ser uma queda ou um atropelamento, por exemplo.

Já uma emergência médica acontece quando há risco de vida para o paciente.

Em ambos os casos, não dá para esperar.

Rotina do atendimento

Os serviços de pronto atendimento não têm agendamento. Por isso, os pacientes são atendidos por ordem de chegada, mas há uma exceção. Se um paciente em estado mais grave chegar ao hospital, ele receberá atendimento antes dos pacientes que já aguardavam. Isso acontece porque, em algumas situações, cada minuto conta para salvar uma vida.

Grande parte dos serviços de pronto atendimento adota uma classificação de risco para os atendimentos. Veja abaixo as principais situações, de acordo com o Ministério da Saúde:

  • Emergência (atendimento imediato): risco de morte, parada cardiorrespiratória, choque, insuficiência respiratória, perfurações e hemorragia.
  • Urgência (atendimento em até 30 minutos): confusão mental, taquicardia acentuada, alteração do estado de consciência, dor no peito, crise asmática, dor abdominal com náusea e vômito, ferimentos menores e estado de pânico.
  • Urgência relativa (atendimento em até 60 minutos): pequenas lesões e fraturas fechadas, dor abdominal sem alteração dos sinais vitais, vômito e diarreia sem desidratação, idosos, gestantes, deficientes.
  • Não urgente (atendimento em até 120 minutos): dor leve, escoriações, contusões, distensões, procedimentos simples como curativos.

Às vezes, é melhor agendar uma consulta

O pronto atendimento é um serviço médico muito eficiente para situações críticas, mas não é o tipo de atendimento indicado para investigação diagnóstica ou para acompanhar o tratamento indicado pelo seu médico.

Se você sente uma dor incômoda no joelho há dias, por exemplo, é melhor agendar uma consulta com o ortopedista. Ele é o especialista que irá diagnosticar a causa do desconforto e propor o melhor tratamento, seja com medicamentos, cirurgia ou ainda terapias, como a fisioterapia.

O mesmo vale para as crianças. É comum que os pais levem os filhos ao pronto atendimento antes de pedir orientação ao pediatra. O pediatra é o melhor profissional para avaliar a situação. Ele pode, inclusive, orientar os pais a irem ao pronto atendimento se for mesmo necessário.

Como evitar situações de urgência e emergência

Acidentes podem acontecer com qualquer pessoa, mas há uma forma de evitar muitas situações de urgência e emergência. É preciso visitar seu médico regularmente, para assim diagnosticar as doenças em estágio inicial, principalmente porque há muitas doenças que se desenvolvem silenciosamente e só apresentam sintomas em estados mais avançados. O diagnóstico precoce diminui o impacto das sequelas no organismo e pode até elevar as chances de cura, mesmo de doenças graves, como o câncer.

Aproveite e leia também:   Oncologia: um especialista contra mais de 100 doenças

Pronto Atendimento na Zona Norte

O Hospital Presidente possui uma equipe altamente especializada em pronto atendimento, preparada para atender a casos de urgência e emergências clínicas, ortopédicas e pediátricas, 24 horas, na Zona Norte. Para informações, ligue (11) 2261-6611.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *