O que as empresas podem fazer para evitar acidentes de trabalho

acidente-no-trabalho

A cada 48 segundos acontece um acidente de trabalho no Brasil. As más condições do ambiente, a carga excessiva de trabalho e processos inadequados de segurança colocam em risco a saúde do trabalhador

Neste texto, você vai saber quais são os acidentes de trabalho mais comuns.  E o que as empresas podem fazer para proteger seus empregados

O Ministério do Trabalho considera acidente aquele que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa. As consequências vão desde lesão ou perturbação funcional, perda ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho, e até morte.

Quedas, choques contra objetos, ferimentos provocados por ferramentas, cortes e fraturas são os acidentes mais comuns de acordo com o Ministério da Previdência Social.

Muitos acidentes são decorrentes de negligência, más condições de trabalho e dificuldade de seguir processos de segurança, como uso correto de equipamentos de proteção individual (EPIs). É preciso que a empresa se antecipe aos riscos e adote processos de segurança facilitados.  A supervisão dos trabalhadores durante o período de adaptação a essas medidas impacta positivamente a redução de acidentes.

Socorro imediato

Quando um acidente de trabalho acontece é preciso buscar ajuda médica imediata. Se a empresa possuir um departamento médico, o médico ou enfermeiro pode prestar os primeiros socorros.  Mas é importante que o trabalhador seja encaminhado ao hospital para avaliação e um diagnóstico seguro o mais rápido possível. Mesmo em casos considerados leves, essa avaliação é fundamental.

O trabalhador também deve ser acompanhado por um supervisor, profissional de Recursos Humanos ou mesmo um colega que tenha presenciado o acidente. Esse acompanhamento é essencial para que a equipe de pronto atendimento possa ter todas as informações para assegurar o melhor tratamento.

O que são EPIs

Luvas e capacetes não são os únicos equipamentos de proteção individual (EPIs). Cada profissão tem os seus próprios EPIs. O avental pode ser um item importante para o chefe de cozinha, assim como óculos de proteção são muito importantes na indústria.

A variedade de oferta de equipamentos de proteção aumentou bastante nos últimos anos. Uniformes, calçados, equipamentos de sinalização, protetor de ouvidos e outros objetos como cordas, ganchos de segurança são alguns exemplos.

A empresa deve fornecer EPIS de qualidade para os seus colaboradores. Eles devem ser adequados para a atividade de cada profissional. É ainda responsabilidade da empresa fiscalizar o uso correto destes. equipamentos.

Deveres do empregador

Quando um acidente acontece é dever da empresa comunicar a Previdência Social. O Comunicado de Acidente de Trabalho – CAT é o reconhecimento do acidente de trabalho.

Este é o documento que permite o acesso do trabalhador aos benefícios da Previdência Social enquanto se recupera. Se o acidente acontecer no trajeto de casa para o trabalho ou do trabalho para casa também é considerado um acidente de trabalho.

É dever da empresa pagar por todos os custos médicos e psicológicos decorrentes do acidente. O trabalhador pode ainda receber indenização em casos específicos.

Leia também:  Pronto Atendimento: socorro imediato para salvar vidas

Quando acidentes acontecem, é imprescindível poder contar com um pronto atendimento de qualidade. O Hospital Presidente possui uma equipe altamente especializada em Pronto Atendimento, preparada para atender a casos de urgência e emergências clínicas, ortopédicas e pediátricas, 24 horas.

Para informações, ligue (11) 2261-6611.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *