fbpx

Três erros comuns nas consultas e como evitá-los

consultas

Não ser sincero nas consultas com todos os sintomas pode atrapalhar o diagnóstico

 

Esconder informações, esquecer exames ou sair do consultório com dúvidas são erros muito comuns. Neste texto, apontamos algumas dicas para evitar esses e outros enganos que atrapalham as consultas e podem prejudicar a sua saúde.

 

Muitos pacientes costumam sair do consultório reclamando que os médicos nem os examinaram. Boas consultas são inspiradas na tríade médica: ver, sentir e escutar. Isso porque há sintomas visíveis, como faces avermelhadas, que podem indicar lúpus, ou olhos amarelados, que são sinal de doenças hepáticas. Nesse caso, o médico não precisa tocar o paciente para identificar esses sintomas.

Preparar-se para uma boa consulta não tem segredo, mas pode evitar que você saia do consultório frustrado e o mais importante: ajuda o médico a determinar o seu diagnóstico.

 

  1. Agendamento

Muitos médicos têm horários disputados e é melhor agendar a próxima consulta com antecedência. Essa atitude é ainda mais importante na hora do retorno. Não espere o resultado dos exames. Após a marcação, os laboratórios já informam quando os resultados estarão disponíveis. É o momento de agendar a volta ao seu médico.

No dia da consulta, use roupas confortáveis. É melhor que elas sejam fáceis de tirar ou vestir, caso seja necessário algum exame físico no consultório. Tente chegar com alguns minutos de antecedência, para evitar atrasos. Não é preciso exagerar. 15 minutos já é o suficiente para fazer a sua ficha com toda a calma.

 

  1. Clareza

O médico precisa ouvir você com toda a atenção, mas não vai conseguir adivinhar os seus sintomas. É preciso ser absolutamente sincero e o mais preciso possível. Seja claro sobre quando os sintomas começaram e fale o que está sentindo sem constrangimento. Evite expressões como “sinusite atacada” e “crise de ciático”. Esses são pré-diagnósticos que podem não ser verdadeiros. Para ser mais claro, foque os sintomas. Dor de cabeça, febre, dor nas costas que piora no fim do dia ou é tão intensa que você precisa se deitar para aliviar.

Vale muito a pena anotar no papel ou no celular quais são os sintomas que motivaram a consulta e também quando eles começaram. Não se esqueça de dizer se há casos na família e quais são os remédios que você usa diária ou recentemente, seus sintomas podem ser um efeito colateral. Vale fazer uma lista na véspera da consulta para não se esquecer de nenhum.

Se você tiver exames anteriores, não deixe de levar mesmo numa consulta inicial. Na noite anterior à consulta, separe os resultados dos exames recentes e já os coloque junto com as chaves do carro ou da bolsa, para não esquecer. É melhor levar os resultados impressos. Às vezes, a internet do laboratório pode estar com problemas ou então o CD com a tomografia não é compatível com o computador do médico.

 

  1. Tire todas as suas dúvidas

Não saia do consultório com nenhuma dúvida sobre exames que você precisa fazer ou remédios que deve usar. Não se envergonhe de fazer nem mesmo as perguntas mais óbvias. “Se eu esquecer de tomar o remédio na hora, o que acontece? ” ou então “Se eu esquecer o jejum, posso fazer o exame?” são perguntas simples, mas é melhor esclarecer tudo para não ter que repetir o exame ou comprometer o seu tratamento.

 

O Hospital Presidente conta com médicos especialistas e um moderno centro de diagnósticos para você realizar todos os exames no próprio hospital. Para agendar uma consulta é só ligar para a Ana Paula no telefone (11) 2261-6611, ramal 1085, ou enviar um e-mail para [email protected].

 

Leia também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *