fbpx

Descarte Correto de Medicamentos

Descarte Correto de Medicamentos – Cuidando da saúde do planeta 

 

O descarte correto de medicamentos, seringas e produtos de higiene pessoal ajuda a preservar o meio ambiente.

 

O aquecimento global e as mudanças climáticas demonstram que o planeta já não suporta as agressões constantes. É hora de todos arregaçarmos as mangas. Não basta separar o lixo reciclável para ficar com a consciência tranquila. Até os resíduos dos cuidados com a nossa saúde podem poluir. Sobras de medicamentos e seringas descartáveis não devem ser jogados no lixo comum. Há formas corretas de descartar o lixo da saúde e ainda cuidar do planeta. Veja como fazer o descarte correto de medicamentos neste texto.

 

O Brasil é um país exuberante, rico em diversidade de fauna e flora, mas a natureza está cada vez mais ameaçada, em quase todo o mundo. Basta ligar a televisão para receber notícias de queimadas, desmatamentos, acidentes que contaminam o mar e o solo, entre outros ataques aos ecossistemas naturais. O resultado pode ser percebido nas alterações climáticas que surpreendem os países em todo o mundo e na preocupação com um futuro hostil para as próximas gerações. 

 

Ainda que pareça que a solução está nas mãos de governos e instituições sociais, as atitudes individuais podem fazer muito para reverter essa situação. Se cada um fizer a sua parte, o impacto no planeta será muito positivo.

Separar o lixo reciclável para a coleta seletiva é um passo importante, mas é possível ir além. Os cuidados com a saúde geram mais resíduos do que parece à primeira vista, e vão além de remédios vencidos. É preciso cuidado especial na hora de descartar os medicamentos, curativos e até cotonetes usados. 

 

Descarte seguro de medicamentos

 

O ideal é ajudar quem precisa. A ONG Banco de Remédios recebe sobras de medicamentos dentro do prazo de validade e faz doações supervisionadas para pacientes 

No caso de medicamentos vencidos, o descarte correto cabe a cada um. E não é no vaso sanitário, nem na lata de lixo. Em contato com a água, o remédio se dissolve e pode contaminar o lençol freático e os rios.   Quando descartado no lixo doméstico, pode parar em aterros sanitários e lixões, sendo consumido erroneamente por moradores de rua e catadores de lixo. 

 

O assunto é tão sério, que desde dezembro do ano passado está em vigor um programa de logística reversa de medicamentos domiciliares, regulamentado em âmbito federal por decreto como parte da Política Nacional de Resíduos Sólidos. O objetivo da logística reversa é reaproveitar materiais dentro do processo produtivo ou ainda realizar o seu descarte de forma apropriada com o intuito de colaborar para a preservação ambiental.

 

As farmácias e algumas UBS são pontos de coleta de medicamentos. A Vigilância Sanitária recomenda que eles não sejam separados de seus frascos ou blisters (a base de alumínio) de comprimidos.   Bulas e embalagens em papelão podem ser descartadas junto com os medicamentos nos pontos de coleta, mas, como não tiveram contato direto com o medicamento, podem ser encaminhadas para a reciclagem ou coleta seletiva, como outros produtos de papel. Neste link você encontra endereços de farmácias próximas ao Hospital Presidente.

 

Seringas descartáveis, agulhas e outros 

 

Ainda não há legislação que permite que as farmácias recebam seringas descartáveis, agulhas e outros materiais cortantes. O ideal é armazenar esses materiais em uma embalagem descartável de plástico ou isopor (pode ser uma garrafa PET, por exemplo), e levar até a UBS mais próxima de casa. 

 

Cotonetes, curativos usados, absorventes

 

Esses itens podem ser descartados em lixo comum, no entanto, é recomendável colocá-los em saquinhos individuais para diminuir os riscos de contaminação. Se o cotonete tiver haste plástica, você pode descartar só o algodão, cortando com uma tesoura. A haste assim pode ir para a reciclagem junto com outros objetos plásticos. 

 

Evite o desperdício e a automedicação

Algumas pessoas gostam de ter uma “farmacinha” em casa, para emergências. Essa prática não é muito apoiada pelos médicos. Além de o risco dos medicamentos sem uso vencerem, a facilidade de acesso estimula a automedicação, que pode até mascarar alguns sintomas, piorando a condição de saúde. 

 

Ao sentir febre ou qualquer mal-estar, a recomendação é sempre buscar orientação médica. O Hospital Presidente oferece um serviço de Pronto Atendimento 24 horas. Conte conosco! Não é preciso agendar. O Hospital presidente fica na Avenida. Nova Cantareira, 2.398, Água Fria. 

 

Leia também: 

 

 

Palavras-chaves

 

 

  • Reciclagem

 

  • Descarte de medicamentos

 

  • Banco de remédios
  • Logística reversa

 

 

 

 

Referências

 

https://saopaulosao.com.br/causas/1483-conhe%C3%A7a-o-banco-de-rem%C3%A9dios,-onde-a-sobra-de-um-ajuda-a-tratar-o-outro.html 

 

https://www.menos1lixo.com.br/posts/pequenos-lixos-grandes-problemas-cotonetes

 

https://www.roche.com.br/pt/por-dentro-da-roche/descartes-de-medicamentos.html?cid=googlesearch=institucional-alwayson-roche_institucional_descartemedicamentos_search&gclid=Cj0KCQjw2NyFBhDoARIsAMtHtZ6TE__t25Lbx-BaaBUnsjbskXABNCbAtNrt1OFFgENTwiPWMmEc_cgaAmLAEALw_wcB 

 

https://www.pfizer.com.br/noticias/ultimas-noticias/descarte-correto-de-medicamentos-tambem-salva-vidas 

 

https://saopaulosao.com.br/causas/1483-conhe%C3%A7a-o-banco-de-rem%C3%A9dios,-onde-a-sobra-de-um-ajuda-a-tratar-o-outro.html#

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *