fbpx

Dia Nacional dos Surdos

26 de setembro: Dia Nacional dos Surdos

 

A data marca também o dia nacional da linguagem de sinais

 

Ouvir bem é fundamental para se comunicar e viver em sociedade. Mas a surdez não pode ser desculpa para o isolamento. A data alerta não só para o diagnóstico, mas também para a necessidade de inclusão. Entenda melhor neste texto. 

 

A surdez não têm idade. Pode chegar logo após o nascimento, sobretudo em bebês prematuros. Pode aparecer com o envelhecimento, o que se chama presbiacusaia sensorial. Ou pode, ainda, ser o resultado de traumas e infecções. A verdade é que o IBGE acredita que mais de 10 milhões de brasileiros tenham problemas de audição. São muitas pessoas que não ouvem bem, mas que com o diagnóstico e tratamento podem ter uma vida normal. 

 

Tipos de surdez

Há dois tipos de surdez:

 

  • Condução ou transmissão: corresponde a um bloqueio do som para o ouvido interno. Quase sempre as causas são tratáveis ou curáveis e vão desde o excesso de cera até infecções ou tumores

 

  • Neurossensorial ou de percepção: é a forma mais comum e atinge o ouvido interno, quando o som não é percebido corretamente pelo cérebro. O envelhecimento das células auditivas, exposição a sons muitos altos e doenças crônicas, como diabetes e pressão alta, são as principais causas, além de doenças genéticas. 

 

Não há como evitar um acidente, mas é possível pensar em formas de prevenção, a partir dos grupos de riscos. Os jovens, por exemplo, devem evitar ouvir música muito alta, especialmente com fones de ouvidos. Empresas que fazem muito barulho precisam fornecer protetores auditivos para seus colaboradores. Entre essas está a indústria da construção civil. Se há uma obra barulhenta nos arredores, você também deve se proteger. Hoje, esses protetores são vendidos em farmácias a preços bem populares. 

 

Os desafios do envelhecimento

 

É muito comum perceber que já não se ouve tão bem com o passar dos anos. É até difícil entender porque alguns idosos sentem tanta vergonha disso. Algumas vezes os velhinhos até se isolam, deixando a convivência com amigos e família por não conseguir participar das conversas. E, pior: sem ouvir e sem conseguir se expressar bem, por consequência, outros problemas de memória podem surgir ou se acelerar. 

 

Quando perceber que o volume da televisão precisa ficar mais alto ou que as pessoas precisam repetir o que falam para você entender, é hora de buscar um especialista. Existem muitos recursos para ajudar as pessoas a ouvir melhor. Até os aparelhos auditivos, quando necessários, estão cada vez mais eficientes e discretos. 

 

Conheça agora algumas atitudes que podem ajudar na prevenção de perda auditiva:  

 

  • Pré-natal: doenças como sífilis, rubéola e toxoplasmose podem provocar surdez no bebê, por isso a recomendação é de vacina desde a adolescência e acompanhamento durante toda a gravidez. 

 

  • Teste de orelhinha: antigamente os pais só percebiam problemas de audição quando os bebês não conseguiam responder como esperado. Um tempo precioso perdido. Hoje, o teste de orelhinha, feito na maternidade, é a forma mais eficiente para diagnosticar doenças genéticas e problemas auditivos.

 

 

  • Cuidado com grampos, tampinhas de caneta e até cotonetes. Nada deve ser introduzido no ouvido, mesmo para limpar o excesso de cera. A higiene deve ser feita apenas na orelha. 

 

 

E não esqueça: qualquer situação envolvendo a sua saúde, procure sempre o médico! Só ele está capacitado a dar a melhor orientação. 

 

O Hospital Presidente oferece Pronto Atendimento 24h para casos de urgência e emergência em clínica médica. Não é necessário agendar horário. Para atendimentos de ortopedia, o horário é das 7h às 21h, todos os dias, inclusive sábados, domingos e feriados. 

 

O Hospital Presidente fica na Av. Nova Cantareira, 2398 Tucuruvi. O acesso é fácil tanto pela estação Tucuruvi de metrô como pelas avenidas Nova Cantareira, Tucuruvi e Água Fria. 

Leia também

 

 

 

Palavras-chave

 

 

  • Surdez
  • Perda da audição
  • Diminuição da audição
  • Presbiacusia
  • Teste da Orelhinha

 

 

 

Referência

 

https://bvsms.saude.gov.br/26-9-dia-nacional-dos-surdos-dia-internacional-da-linguagem-de-sinais-semana-internacional-dos-surdos/

 

https://www.tuasaude.com/causas-da-surdez/

 

https://portal.eusaude.com.br/surdez-no-brasil-acessibilidade-ainda-e-um-desafio-diario/ 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *