fbpx

Dia Mundial do Radiologista

Dia Mundial do Radiologista: nossa homenagem aos técnicos e médicos que “nos veem por dentro”

 

Celebrada no dia 8 de novembro, a data comemora o dia em que foram descobertos os raios X, que possibilitaram o exame que deu origem aos diagnósticos por imagem.

 

Há quem diga que eles são os “olhos” da Medicina. Com razão. Graças a técnico e médico radiologista e aos avanços da tecnologia na criação de máquinas capazes de investigar o interior do ser humano, muitas doenças puderam ser diagnosticadas e curadas nos últimos cem anos. Mais exatamente, desde 8 de novembro de 1895, quando o alemão Wilhelm Conrad Roentgen descobriu os raios X. Por essa descoberta, ele ganhou o Prêmio Nobel de Física, em 1903. 

Desde então, aparelhos foram criados com o mesmo objetivo: pesquisar o corpo humano para além do que os olhos conseguem enxergar. Ossos, sistemas completos com seus vários órgãos, tecidos e músculos podem ser examinados atualmente graças a essa primeira descoberta. 

O técnico radiologista é o profissional que prepara os ambientes e as soluções químicas (contrastes) necessárias à realização dos exames por imagem. É ele também quem posiciona o paciente de modo a obter a melhor imagem do órgão pesquisado, avalia se será necessário aplicar contraste e opera o equipamento. 

A análise das imagens geradas é feita pelo médico radiologista, um especialista em diagnóstico por imagem. O laudo desse especialista ajuda o médico que solicitou o exame a fazer o diagnóstico mais preciso e, assim, prescrever o melhor tratamento. 

Na pandemia, a radiologia foi uma das áreas mais requisitadas. A covid-19 ataca principalmente os pulmões, levando os pacientes a radiografias e tomografias, para verificar quanto esses órgão foram afetados. Dependendo da evolução da doença, outras áreas do corpo humano precisam ser investigadas com o auxílio dos aparelhos e dos especialistas em radiologia. Exemplos são a cabeça, para avaliação de aneurismas e AVC decorrentes da covid-19, e o sistema vascular, na suspeita de trombose. 

Como surgiu o exame raio X 

Considerado a origem da radiologia, os raios X foram descobertos por acaso, no laboratório de Física da Universidade de Wurzburg, Alemanha. Era o dia 8 de novembro de 1895. O pesquisador Wilhelm Conrad Roentgen estava utilizando um tubo de raios catódicos (radiação que consiste em feixes de elétrons emitidos por um cátodo, ou seja, um eletrodo negativo) quando percebeu uma inesperada luminosidade. Ao interrompê-la com a mão, viu a imagem dos seus ossos expostos numa tela. 

Entretanto, somente em 22 de dezembro ele teve a ideia de usar a radiação para fotografar os ossos da mão de sua esposa. Ele pediu que ela colocasse a mão entre um filme fotográfico e o tubo de onde os raios eram produzidos. Depois de certo tempo, ele percebeu que a imagem dos ossos da mão da mulher estava impressa no filme fotográfico. Essa foi a primeira radiografia feita no mundo. 

Na época, Roentgen não conseguiu distinguir qual tipo de raio tinha realizado essa proeza. Então, deu à descoberta o nome de raios X, sendo “X” a indicação de que ele não sabia exatamente o tipo de raio.

Hoje se sabe que os raios X são radiações eletromagnéticas de alta frequência, produzidas a partir da colisão de feixes de elétrons com metais. Essa radiação não pode ser percebida pelo olho humano, pois está além da frequência máxima distinguida pela nossa visão.

Por conta dessa descoberta, hoje é possível obter uma imagem nítida do interior do nosso corpo e, assim, ajudar os médicos a descobrirem o melhor diagnóstico para seguir no tratamento. 

O raio-X é, atualmente, um exame com alta taxa de assertividade e um dos primeiros que os médicos pedem quando é necessário o uso de imagens. É rápido e indolor, utilizado em diversas especialidades, até mesmo na odontologia

 

Outros exames de imagem

A Medicina utiliza pelo menos quatro outros exames de imagem com muita frequência, atualmente. São eles:

 

Mamografia 

Feita em um equipamento chamado mamógrafo. É considerado o melhor exame para detecção precoce do câncer de mama. Permite ver lesões benignas e cânceres em estágio inicial. É possível também detectar nódulos que não são descobertos durante o autoexame ou em consultas de rotina. 

Ressonância magnética 

Este exame não emite radiações. A máquina funciona a partir de um ímã grande, que interage com o corpo do paciente por meio de campos magnéticos e pulsos de radiofrequência. É indicado para pesquisa e análise de doenças neurológicas, ortopédicas, abdominais, cervicais e cardíacas.

Ultrassonografia

Também conhecido por ultrassom, permite ver, em tempo real, qualquer órgão ou tecido do corpo. Pode ser realizado com doppler (ondas sonoras de alta frequência) e é capaz de medir a quantidade do fluxo sanguíneo nas artérias e veias. O ultrassom com doppler é utilizado para investigar anormalidades nos vasos sanguíneos, que podem gerar tromboses, varizes e aneurismas. É solicitado também durante a gestação, para medir o fluxo de sangue da mãe para o feto. 

Tomografia computadorizada

Pode ser comparada a um exame de raio-x mais completo, pois é possível registrar as imagens em 360 graus. Os aparelhos mais modernos conseguem captar imagens detalhadas que reconstroem tridimensionalmente partes do corpo e dão aos médicos uma visão fiel do esqueleto, dos pulmões e de outros órgãos. 

O Hospital Presidente parabeniza todos os especialistas desta importante área de radiologia!

O Hospital possui um centro de diagnósticos completo e moderno, que atende  mais de dez especialidades ambulatoriais. Para agendar uma consulta, é só ligar para a Ana Paula, no telefone (11) 2261-6611, ramal 1085. Se preferir, você pode enviar um e-mail para [email protected].

 

Leia também: 

Raio-X, tomografia e ressonância magnética

Check-up médico: não deixe para depois

Hospital Presidente: nós estamos aqui, por você!

 

Palavras-chaves

Dia do Radiologista

Radiologia

Exame por imagens 

Raio-x

Ultrassom com doppler

 

Referências

https://star.med.br/radiologia-o-que-e/ 

https://ecomax-cdi.com.br/blog/o-que-e-radiologia-e-sua-importancia-no-diagnostico-medico/

https://magscan.com.br/blog/diagnostico-por-imagem/

https://www.alphainstituto.com.br/nossa-homenagem-ao-dia-do-radiologista/

https://www.tecnicageracao.com.br/blog/5-motivos-para-cursar-tecnico-em-radiologia/

https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/fisica/o-que-sao-os-raios-x.htm

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *