fbpx

Tuberculose: ao menor sinal de sintomas, procure assistência médica

 

A tuberculose pode atingir os pulmões e outros órgãos, como linfonodos, rins, ossos e meninges. A doença é grave e tem cura, mas depende de um tratamento longo, que deve ser seguido à risca pelo paciente

 

A tuberculose é uma doença transmitida pela bactéria Mycobacterium tuberculosis, conhecida como bacilo de Koch, que muitas vezes pode ser assintomática. O bacilo de Koch é transmitido nas gotículas eliminadas pela respiração, espirros e tosse.

Primeiramente, a bactéria atinge os alvéolos (a menor unidade funcional do aparelho respiratório) e, a seguir, invade a corrente linfática, com a finalidade de atingir os linfonodos. Além disso, a doença pode acometer órgãos como rins, ossos e meninges.

No Brasil, a tuberculose é uma doença de notificação obrigatória (compulsória), ou seja, qualquer caso confirmado tem que ser obrigatoriamente notificado.

 

Sintomas

Tosse seca ou produtiva por mais de 15 dias consecutivos, febre, sudorese, cansaço, dor no peito, falta de apetite e emagrecimento indicam a presença de tuberculose ativa no organismo.

Em casos mais graves, escarro com sangue também é um sintoma comum para a patologia, sendo necessário atendimento médico urgente.

 

Diagnóstico

O diagnóstico é sintomático (ou seja, a partir dos sintomas), sendo confirmado pela radiografia do pulmão e por exames laboratoriais para análise do muco. Podem ser utilizados também broncoscopia, biópsia pulmonar e o teste de Mantoux, que consiste na aplicação de tuberculina, substância extraída da própria bactéria, debaixo da pele.

 

Tratamento

O tratamento é feito durante seis meses com a associação de três antibióticos diferentes. Nos dois primeiros meses, o paciente toma os três medicamentos e, a partir do terceiro mês, somente dois destes medicamentos.

Após o tratamento, o acompanhamento médico deve ser realizado durante cinco anos, com exames periódicos, para atestar que a doença não terá volta (recidiva).

 

A vacina BCG

A Vacina BCG foi criada em 1921, pelos médicos Léon Calmette e Alphonse Guérin, na França. Sua importância para a saúde pública é tão grande, que foi criado um dia em sua homenagem: 1º de julho.

A vacina BCG, iniciais de Bacilo de Calmette-Guérin, faz parte do rol de medicamentos essenciais da Organização Mundial da Saúde (OMS), uma lista com os medicamentos mais eficazes e seguros fundamentais em um sistema de saúde.

A vacina BCG não oferece eficácia integral na prevenção da tuberculose pulmonar, mas sua aplicação em massa permite a prevenção de formas graves da doença, como a meningite tuberculosa e a tuberculose miliar (forma disseminada).

Ela é recomendada para bebês recém-nascidos até 12 horas após o parto, mas costuma ser ministrada, em geral, dentro do primeiro mês de vida. Entretanto, caso não ocorra dentro desse tempo, ela é recomendada como rotina para crianças até os 5 anos. Ela é aplicada em dose única, para toda a vida.

Para quem não tomou a vacina e já é adulto, não se recomendada esta vacinação, exceto para pessoas que moram com pacientes com hanseníase. Nesse caso, o primeiro passo será fazer o PPD, um teste que indica se já a pessoa já teve contato prévio com a doença. A vacina é indicada no caso do PPD negativo.

O Hospital Presidente conta com uma equipe de médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem capazes de auxiliar em todos os procedimentos, além de um completo e moderno centro de exames, para proporcionar conforto e comodidade aos pacientes.

Oferece ainda consultas ambulatoriais em mais de 20 especialidades médicas. Caso prefira agendar uma consulta, basta ligar para Ariana, no telefone (11) 2261-6611, ramal 1085. Se preferir, envie um e-mail para agendamento@hospitalpresidente.com.br

 

Palavras-chave

Tuberculose

Vacina BCG

Tosse

 

Leia também

https://www.hospitalpresidente.com.br/2022/04/26/meningite-a-doenca-e-seria-e-atinge-de-criancas-a-adultos-mas-pode-ser-prevenida/

https://www.hospitalpresidente.com.br/2022/04/11/11-de-abril-dia-do-infectologista/

https://www.hospitalpresidente.com.br/2022/04/20/saiba-quais-sao-as-doencas-respiratorias-mais-comuns-no-inverno-e-como-se-prevenir-delas/

 

Referências

https://bvsms.saude.gov.br/01-7-dia-da-vacina-bcg-2/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Tuberculose

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *