A importância da Imunização – Infantil e adulto

Compartilhar:

É importante conscientizar a população sobre a relevância da imunização tanto para crianças quanto para adultos, pois a vacinação é a melhor forma de prevenir doenças graves e potencialmente fatais.

 

A imunização é importante para todas as idades, desde o recém-nascido até o idoso. A vacinação infantil é especialmente importante, pois é a melhor maneira de proteger as crianças de doenças graves e potencialmente fatais, como sarampo, poliomielite, difteria, tétano, coqueluche e meningite.

No entanto, a imunização não é apenas para crianças. Adultos também precisam ser vacinados para manter sua saúde e prevenir doenças. As vacinas recomendadas para adultos incluem a vacina contra a gripe, a vacina contra o herpes zóster (para prevenir a catapora), a vacina contra o HPV (para prevenir o câncer de colo do útero) e a vacina contra a hepatite B.

 

A política de vacinação no Brasil

O Brasil possui um sistema de vacinação relativamente robusto e bem-estabelecido, com uma infraestrutura que visa garantir o acesso universal às vacinas em todo o país, tanto para crianças quanto para adultos. O Programa Nacional de Imunizações (PNI), criado em 1973, é referência mundial em imunização, com uma série de ações que incluem a oferta gratuita de vacinas, a capacitação de profissionais de saúde, a vigilância epidemiológica, o monitoramento da cobertura vacinal e a produção de vacinas no país.

No entanto, apesar do sucesso do PNI em controlar várias doenças infecciosas, ainda enfrenta desafios para garantir a cobertura vacinal completa para todas as faixas etárias e populações, especialmente em áreas mais remotas e vulneráveis. Além disso, a desinformação e a falta de confiança em relação às vacinas também afetam a adesão à imunização em alguns grupos populacionais.

 

A disseminação de fake News e o prejuízo a saúde pela falta de imunização

A disseminação de informações falsas sobre vacinas, conhecida como “fake news”, representa um grande perigo para a vacinação no Brasil, pois pode levar as pessoas a não se vacinarem e, consequentemente, aumentar o risco de surtos e epidemias de doenças evitáveis por vacinação.

Notícias falsas sobre vacinas podem se espalhar rapidamente pelas redes sociais e outras plataformas online, muitas vezes sem evidências científicas, gerando desconfiança e dúvidas na população em relação à segurança e eficácia das vacinas. Isso pode levar a uma queda na cobertura vacinal, especialmente em comunidades mais vulneráveis e menos informadas, colocando em risco a saúde individual e coletiva.

Outro fato do impacto negativo causado pela fake News, é na confiança da população em relação aos sistemas de saúde e às autoridades sanitárias, prejudicando a implementação de políticas públicas e a adesão da população à vacinação.

Para combater as fake news sobre vacinas, é importante que as autoridades de saúde e os profissionais de saúde trabalhem em conjunto para fornecer informações precisas e baseadas em evidências científicas, além de investir em campanhas de conscientização e educação sobre a importância da vacinação. É essencial também que a população aprenda a identificar e evitar a disseminação de informações falsas sobre vacinas, buscando fontes confiáveis e verificando sempre as informações antes de compartilhar nas redes sociais e outras plataformas online.

 

A importância de compartilhar responsabilidades  para a  imunização da população?

É importante lembrar que a imunização é uma responsabilidade compartilhada entre indivíduos, famílias, comunidades e governos. Todos devem se esforçar para garantir que as vacinas sejam acessíveis e que as informações sobre vacinas sejam precisas e confiáveis. A Semana Mundial da Imunização é uma oportunidade para reforçar esse compromisso e trabalhar juntos para proteger a saúde pública.

 

Consulte o Hospital Presidente e acompanhe como está a sua imunização vacinal

O Hospital Presidente contribui na promoção da saúde da população, especialmente quando se trata da imunização. Nossa instituição não realiza a vacinação, porém acompanha todos seus pacientes em seus exames e diagnósticos de crianças, adolescentes, adultos e idosos, para que dessa maneira possa se certificar que estão com seus calendários vacinal em dia. 

O Presidente Kids (ala pediátrica do Hospital Presidente) oferece em seu acompanhamento toda a orientação do calendário de vacinação, com todas as vacinas recomendadas pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e pelo Ministério da Saúde. 

No caso dos adultos, o Hospital Presidente realiza a orientação da variedade de vacinas para proteger contra doenças como a gripe, a pneumonia e a meningite, entre outras, de acordo com a necessidade de cada paciente. 

A equipe médica do Hospital Presidente está pronta para fornecer informações e orientações sobre vacinas recomendadas para viagens internacionais ou para pessoas com condições médicas específicas.

Faça parte também do cuidado com você e com outro, no Hospital Presidente nossa História é de vida e promoção à saúde. 

Não tenha dúvidas sobre a sua saúde, consulte o Hospital Presidente. Basta ligar no telefone (11) 2261-6611, ramal 1085. Se preferir, envie um e-mail para agendamento@hospitalpresidente.com.br

 

Saiba mais

Organização Pan-Americana de Saúde: https://www.paho.org/pt/topicos/imunizacao

Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) e Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP): https://sbim.org.br/

Calendário Nacional de Vacinação (Criança, adolescente, adulto e idoso): https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/saude-de-a-a-z/c/calendario-nacional-de-vacinaca

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

dezoito − 2 =