Maio Vermelho – Prevenção e controle das hepatites virais

Compartilhar:

A campanha que acontece anualmente no mês de maio tem o objetivo de conscientizar a população sobre a importância da prevenção e do controle das hepatites virais. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), ocorrem cerca de 1 milhão de mortes por ano em todo o mundo.

O que devemos saber sobre a hepatite!

O Maio Vermelho é uma campanha mundial de conscientização sobre a importância da prevenção e do controle das hepatites virais. Com o objetivo de alertar a população sobre os riscos da doença e incentivar a realização de exames e vacinação, a campanha busca reduzir o número de casos e de mortes causadas por essa enfermidade. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as hepatites virais são responsáveis por cerca de 1 milhão de óbitos anualmente, o que demonstra a relevância da campanha.

Hepatite é uma condição de inflamação do fígado que pode ser causada por diversos fatores, como infecção por vírus, consumo excessivo de álcool, uso de determinados medicamentos ou exposição a substâncias tóxicas. Existem cinco tipos de vírus da hepatite (A, B, C, D e E), cada um com diferentes formas de transmissão e gravidade. 

Os sintomas da hepatite podem variar desde leves, como fadiga e náusea, até mais graves, como icterícia e insuficiência hepática. É importante procurar um médico para obter um diagnóstico preciso e iniciar o tratamento adequado, que pode incluir medicamentos e mudanças no estilo de vida.

 

Compreender para prevenir 

Existem diversos tipos de hepatite, sendo as mais comuns as chamadas hepatites A, B, C, D e E. Cada uma delas é causada por diferentes vírus e tem formas específicas de transmissão. 

Hepatite A, por exemplo, é transmitida por meio da ingestão de água ou alimentos contaminados com fezes de pessoas infectadas, enquanto a hepatite B e C são transmitidas pelo contato com sangue infectado, como o compartilhamento de agulhas e seringas ou sexo desprotegido com uma pessoa infectada. 

Hepatite D só ocorre em pessoas que já têm hepatite B e é transmitida da mesma forma que a hepatite B. Já a hepatite E é transmitida pelo consumo de água ou alimentos contaminados com fezes de pessoas infectadas. É importante ressaltar que as formas de prevenção e tratamento também variam entre os diferentes tipos de hepatite

Existem várias medidas que podem ajudar na prevenção das diferentes hepatites. Para prevenir a hepatite A, é importante ter hábitos de higiene adequados, como lavar bem as mãos antes de comer e depois de usar o banheiro, além de tomar a vacina contra a hepatite A. Já para prevenir a hepatite B, é recomendado tomar a vacina contra a doença, usar preservativo em todas as relações sexuais, exigir material descartável novo em procedimentos como piercings, tatuagens e acupuntura, entre outras medidas. 

No caso da hepatite C, ainda não há vacina disponível, mas medidas como não compartilhar objetos cortantes ou perfurantes (como agulhas e seringas) e não compartilhar itens de higiene pessoal (como lâminas de barbear) podem ajudar a prevenir a transmissão da doença.

 

Como posso cuidar caso tenha hepatite

Existem diversos exames que podem ser utilizados para descobrir se uma pessoa está com hepatite. Entre eles, destaca-se o exame Anti-HCV, que é utilizado para detectar a presença do vírus da Hepatite C no organismo. Se o resultado desse exame for positivo (reagente), é preciso realizar outro exame mais sensível para identificar o RNA do vírus no sangue. Se esse segundo exame for negativo, significa que a pessoa já teve contato com o vírus da Hepatite C e conseguiu se recuperar.

A hepatite pode ser acompanhada por diversos médicos, dependendo da causa e gravidade da doença. Em geral, hepatologistas, infectologistas e gastroenterologistas são especialistas que costumam cuidar de pacientes com hepatite. Além disso, clínicos gerais e médicos de família também podem diagnosticar e tratar hepatite, encaminhando o paciente para o especialista adequado, se necessário. É importante buscar atendimento médico o mais breve possível em caso de suspeita de hepatite ou qualquer outra doença.

É importante lembrar que a realização dos exames para diagnóstico de hepatite deve ser indicada por um médico, que irá avaliar a necessidade de realização dos exames de acordo com o quadro clínico do paciente. O Hospital Presidente dispõe de profissionais e exames para acompanhamento capacitado e interpretação correta dos resultados dos exames e indicação do tratamento adequado em caso de diagnóstico positivo para hepatite.

Não tenha dúvidas sobre a sua saúde, para agendar uma consulta no Hospital Presidente, é possível entrar em contato com a Central de Agendamento de Consultas e Exames pessoalmente ou pelo telefone (11) 2261-6611, ramal 1085. Ou ainda, pelo e-mail para agendamento@hospitalpresidente.com.br

Saiba mais:

Ministério da Saúde: https://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/hepatites-virais

Sociedade Brasileira de Hepatologia: https://sbhepatologia.org.br/

Organização Mundial da Saúde: https://www.who.int/health-topics/hepatitis

Centro de Referência em Hepatites Virais: http://www.hepatitesvirais.org.br 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

dezenove − dezessete =